domingo, 27 de setembro de 2009

Piores Atores Brasileiros de Todos os Tempos

Dando continuidade a nossa série de listas de Melhores e Piores que o Blog realiza em parceria com 9 amigos, chegou a vez de elegermos os 10 Piores Atores Brasileiros de todos os tempos. Pedimos desculpas por não termos postado a lista no sábado, como é tradição, mas um problema técnico nos impediu. Confira agora a lista:

10 - Márcio Garcia - 1970



O sonho de toda pessoa que trabalha com televisão é um dia poder ter um programa só seu. Foi assim que Márcio Garcia definiu o motivo de sua mudança de emissora quando trocou a Globo pela Record para comandar um programa nas tardes de sábado.
Márcio Garcia na verdade começou sua carreira como apresentador na MTV sempre recebendo excelentes críticas por sua desinibição na frente das câmeras. Esses ótimos trabalhos o levaram de mala e cuia para a principal emissora do país, a Globo, mas para ser ator e ali iniciou a carreira que o coloca nessa lista.
São 10 novelas ao todo e a crítica é unânime em afirmar que desde Tropicaliente, em 1994 que o ator faz as mesmas expressões, seja qual for a situação, e isso provoca certa irritação por parte do público que normalmente rejeita seus personagens.
Mesmo assim, Márcio não pode dizer que tem grandes papéis em seu currículo, sempre com papéis discretos até mais da metade da carreira como Luis Carlos em Anjo Mau ou um motorista de táxi em Era Uma Vez, o ator recebeu sua grande chance na novela Celebridade, sendo um dos vilões, fazendo o inesquecível par com Cláudia Abreu, a dupla ficou marcada, principalmente pelo talento de Cláudia, mas ali ele também foi muito criticado.
Seu último trabalho foi uma mancha em sua carreira. Bahuan, em Caminho das Índias, iniciou a novela como protagonista e foi perdendo espaço, no último capítulo, o personagem aparece uma única vez sem direito sequer a uma fala. Com tantos trabalhos fracos e fiascando, Márcio Garcia fica em 10º lugar na nossa lista.

9 Erik Marmo - 1976



Todo rosto bonitinho que começa em Malhação tende a fazer certo sucesso na Globo até depois ser completamente esquecido e receber apenas pequenos papéis, disse certa vez um diretor. É o que parece que deve acontecer com Erik Marmo.
O jovem que acreditava ser um bom ator tentou a sorte na TV Globo fazendo inúmeros testes para todos os papéis. Depois de alguns anos de frustração, o ator finalmente conseguiu um bom papel, interpretar Sócrates, um jovem homossexual que sofre com o preconceito em Malhação 2000. O papel chamou a atenção pelo apelo social e o ator acabou ficando muito conhecido naquela fase da história, o que chamou a atenção de algumas pessoas.
Depois disso o ator ainda participou do seriado Sandy e Júnior interpretando João Pedro, ali as críticas começaram a serem despejadas sobre ele, principalmente em virtude de seus trejeitos e sua empostação vocal que sempre era péssima.
Mesmo assim, Erik ganhou prestígio na Globo e conseguiu um papel relativamente grande em sua primeira novela, Mulheres Apaixonadas, interpretando o apaixonado Cláudio, o ator fez par com Carolina Dieckman. A crítica estraçalhou com o trabalho do ator, muitas vezes considerando-o como o mais fraco de todo o elenco da novela.
Outras novelas vieram, mas nenhum papel com o mesmo apelo e força de Cláudio e, aos poucos, o jovem ator começou a cair no esquecimento, seu último papel relativamente grande foi em Alma Gêmea quando interpretou Hélio, mesmo assim, antes da novela aceitou papéis menores.
Seu mais recente trabalho foi em Três Irmãs, encarnando o delegado Dr. Rios, entrando já do meio para o final da novela e também foi muito criticado por sua atuação caricata do policial boa pinta que acabou ficando muito exagerada. Com tantas atuações fracas, Eirk Marmo merece o nosso 9º lugar.

8 - Fábio Júnior - 1953



Um dos maiores cantores do país que recebeu certa vez um convite para ser galã de novela, pois tinha grande sucesso junto ao público feminino, aceitou e se considerou ator. Essa é a história da vida na teledramaturgia de Fábio Júnior.
Um dos cantores mais conhecidos do país, idolatrado pelos fãs e querido principalmente pelas mulheres que o consideram, ainda hoje, como um dos maiores símbolos sexuais masculinos do Brasil, Fábio Júnior tem também uma extensa - e pífia - carreira como ator.
Foram mais de 10 trabalhos entre novelas e séries na carreira de Fábio Júnior, o que o coloca como um ator, de fato. Sua estréia foi em 1969 em O Feijão e o Sonho e ali o cantor se considerou seguro, mesmo com 16 anos. Voltou a fazer novela quase 10 anos depois em Nina e ali já foi muito criticado por não saber decidir o que queria e também por sua atuação fraca.
Fez algumas novelas memoráveis como a primeira versão de Cabocla, também fez Malu Mulher, Roque Santeiro, novelas muito elogiadas pela crítica, mas mesmo assim, sempre saia alguma nota sobre a atuação canastrona de Fábio Júnior.
O ápice da carreira do "ator" foi em 1996, quando ele protagonizou Antônio Alves, o taxista, uma novela divertida até, mas com um protagonista que não conseguia segurar o personagem e acabou sendo muito criticado.
Fábio Júnior é cantor e como ator tem uma trajetória pífia, por isso ele aparece em 8º lugar na nossa lista.

7 - José Mayer - 1949



Um dos principais galãs da Rede Globo. Sempre que uma novela tem um papel do homem machão que vai pegar boa parte do elenco feminino da novela, quem é escalado? José Mayer, claro.
É impressionante a capacidade que José Mayer tem em aceitar sempre os mesmos papéis em qualquer novela, não se sabe se porque são os únicos papéis que ele sabe interpretar ou se porque é o único tipo de convite que recebe e, é melhor estes do que nenhum, mas a verdade é que a crítica considera o ator fraco simplesmente porque ele não muda, é sempre o mesmo, apenas com nomes diferentes.
E o começo da carreira do ator era promissora, sua primeira novela, Malu Mulher ele recebeu grandes críticas por seu trabalho, se destacando na trama e conseguindo bons resultados.
Mas escolhas erradas fizeram com que José Mayer nunca recebesse um grande papel, nunca tivesse um grande momento como um vilão, por exemplo, ou então um protagonista completamente diferente do machão que ele sempre interpreta, seduzindo todas as mulheres.
Isso começou a piorar quando o ator passou a aceitar trabalhar em todas as novelas de Manoel Carlos sempre com o mesmo papel. Ele esteve em História de Amor, Laços de Família, Mulheres Apaixonadas, Páginas da Vida e, agora, em Viver a Vida, nunca mudando uma vírgula no estilo de seus personagens.
Em A Favorita, parecia que o ator mudaria completamente, interpretando um lunático, mas que nada, na trama ele fez par simplesmente com Juliana Paes, Cláudia Raia e Giulia Gam.
Atualmente ele é o protagonista de Viver a Vida, interpretando Marcos, o sedutor que traía a esposa com todas, inclusive "com a vizinha bunduda" e, divorciado, se encantou com Helena, interpretada por Taís Araújo. Ah, e vai se envolver ainda com a vilã de Giovanna Antonelli, é mole?
Com uma carreira dessas é impossível não observar que José Mayer é um homem de sorte, afinal, trabalhou ao lado de todas as beldades brasileiras, mas atuar que é bom, nada. Por isso ele aparece em 7º lugar na nossa lista.

6 - Marcos Palmeira - 1963



Uma surpresa. Afinal, Marcos Palmeira sempre foi o queridinho da Globo e, em muitas novelas, o queridinho do grande público, conseguindo até bons resultados, o que acaba por surpreender vê-lo nessa lista.
Muitos são acostumados com Marcos Palmeira na televisão, mas o que poucos sabem é que ele fez menos novelas do que filmes ao longo de sua carreira, o que mostra que o ator prefere o cinema a televisão e, talvez por isso, sua colocação nessa lista possa ser considerada injusta.
Mesmo assim, é preciso se dizer também que o ator não está em nenhum grande filme da história do cinema nacional, sempre em trabalhos medianos e fracos, com roteiros duvidosos, o que também acaba por prejudicar seu currículo.
Na TV, são novelas desde 1987 quando estreou com destaque em Mandala, conquistando pela crítica a fama de "o mais novo galã do Brasil", mesmo sendo muito jovem. No ano seguinte esteve na que, ainda hoje, é considerada uma das maiores novelas de todos os tempos, Vale Tudo, sem grande destaque.
Também fez Pantanal, Amazônia, Renascer e Irmãos Coragem, todas seguidamente e sempre com destaque. Mas a partir daí a crítica começou a observar que as atuações de Marcos Palmeira eram sempre apagadas, fracas e sem vida, como em Torre de Babel, Andando nas Nuvens e, principalmente com seu protagonista Guma em Porto dos Milagres.
Seu outro protagonista também foi muito criticado por ser apagado, Fernando Amorim de Celebridade passou toda a novela sendo alvo de crítica por todo o público.
O último trabalho do ator foi na novela Três Irmãs, na pele do médico Bento, mas ele poderá ser visto novamente a partir do dia 05 de outubro como um dos protagonistas da novela Cama de Gato.
Com escolhas ruins, personagens fracos e filmes não mais que medianos, Marcos Palmeiras conseguiu destaque em nossa lista, ficando em 6º lugar.

5º - Thiago Lacerda - 1978



Os galãs da nova geração da Globo normalmente só precisam ser considerados bonitos pelo grande público, não precisam ter talento. Assim definiu certa vez um famoso autor de novelas e essa definição bem que se enxaixa a Thiago Lacerda.
Mais um ator que começou a carreira na novela teen Malhação, após inúmeras tentativas para pontas em novelas e também alguns comerciais para TV, o ator conseguiu sua oportunidade em Malhação no ano de 1997 na pele de Lula, mas sem grande destaque são poucas as pessoas que lembram de sua participação nessa fase da história.
No ano seguinte, Thiago recebeu seu primeiro papel para novela, atuando no remake de Pecado Capital, escrita por Glória Perez, o ator interpretou Vicente, e já ali começou a ser criticado, mas também pudera, nessa novela todos foram criticados.
Sua grande oportunidade foi mesmo na trama de Benedito Rui Barbosa com enorme sucesso no país, Terra Nostra. Lacerda protagonizou a trama vivendo o italiano Mateo e, ao lado de Ana Paula Arósio, fez o público suspirar com as cenas de amor entre o casal, mesmo assim, o ator não foi elogiado, uma das críticas era que ele exagerava no sotaque e sua expressão sempre dava a impressão de estar sorrindo.
Essas críticas passaram a perseguir o ator que começou a ser tido como o "sorrisinho" da TV, uma vez que não importasse a cena, ele sempre passava a impressão de estar com um sorriso largo no rosto. Seus papéis foram diminuindo de tamanho conforme o tempo foi passando como em O Beijo do Vampiro e América. Em Páginas da Vida recebeu um papel relativamente grande, mas nem de longe chegava perto dos protagonistas.
Voltou a protagonizar uma história na pífia Eterna Magia, na pele de Conrado, fez par com Malu Mader na novela que desabou a audiência do horário das 6 da Rede Globo e que, ainda hoje, luta para se recuperar.
Thiago Lacerda volta a TV em Viver a Vida na pele de Bruno e, dizem, lembrando muito seu papel em Páginas da Vida, e sempre com a mesma expressão de felicidade exagerada no rosto, por tudo isso ele aparece em 5º lugar na nossa lista.

4º - Fábio Assunção - 1971



Um dos principais galãs da Globo. Desde sempre interpretando os papéis mais fortes das novelas em que trabalha e quase sempre também recebendo as piores críticas, esse é Fábio Assunção.
Fábio afirma que sempre quis ser ator e nunca nega que seu sonho era chegar a Rede Globo e conseguir papéis de destaque, o que acabou acontecendo, muito mais pelo seu carisma com o público feminino do que propriamente por seu talento, como pode se verificar em quase todas as suas atuações.
Ele começou na TV atuando em uma novela de peso, "Meu bem, meu mal" e logo em seguido esteve na novela mais inovadora da história da TV, "Vamp" e em ambas recebeu elogios discretos apenas. A partir daí, as críticas começaram, afirmando que Fábio Assunção sempre mostrava o mesmo rosto, atuação abaixo da média e personagens pouco profundos, isso em Pátria Minha, O Rei do Gado e Por Amor.
Em seu primeiro protagonista em Força de um Desejo, novela impecável, ele também foi muito criticado por não saber conduzir seu personagem pelo melhor caminho para uma atuação mais forte.
O melhor momento do ator, contudo, foi em Celebridade, na pele do perverso Renato Mendes, Fábio Assunção protagonizou momentos históricos da TV ao lado da também vilã Laura (Cláudia Abreu), ali todas as críticas foram esquecidas e ele foi muito elogiado.
Mas foi só nessa novela, depois, em Coração de Estudante, mais um mocinho sem sal e insuportavelmente irritante, o mesmo aconteceu em Paraíso Tropical e, mais recentemente em Negócio da china, personagens parecidos e que tinham a cara de Fábio Assunção, por isso nada mais justo que ele seja considerado o 4º pior ator brasileiro.

3º - Reynaldo Gianecchini - 1972



Esse é um pouco diferente, não é o típico ator que sobrevive por ter um rosto bonitinho, vai além. É o modelo bonitinho que recebe convite e acha que realmente tem talento para sobreviver no mundo da TV e, o pior, sobrevive. História manjada entre as mulheres, mas que aconteceu com Reynaldo Gianecchini.
Impossível não lembrar também que ele era apenas um modelo comum no Brasil, sem grande destaque na mídia, mas tinha em seu currículo a facilidade de conhecer todos no meio, já que era o namorado de Marília Gabriela e, evidentemente, isso facilitou e muito sua entrada para a TV.
Seu primeiro trabalho foi logo como protagonistas, coisas que só alguns diretores da Globo podem explicar, o motivo para um modelo sem estudo, sem preparo, sem nada, é convidado para protagonizar uma novela em horário nobre.
Gianecchini foi duramente criticado por estragar cenas que poderiam ser antológicas na excelente Laços de Família, ao interpretar o mocinho Edu, que primeiro se envolve nada menos que com Vera Fisher para depois se apaixonar pela filha, interpretada por Carolina Dieckman.
Mesmo sendo tão duramente criticado, o ator continuou a fazer televisão, abandonando definitivamente a carreira de ator. Esteve em As Filhas da Mãe, no ano seguinte e novamente foi duramente criticado. A principal crítica nem era por algo específico, mas porque o ator não sabia se comportar nem criar nada para seus personagens, ele apenas vomitava os textos sem dar nenhuma expressividade às cenas.
Isso continuou em Esperança, quando ele foi Toni e também em outro sucesso da TV, apesar do protagonista, em Da Cor do Pecado, ele interpretou os gêmeos Paco e Apolo, a novela de maior audiência da história do horário das 7 foi muito elogiada, mas Reynaldo sempre lembrado como o modelo que insistia em tentar ser ator.
A crítica se rendeu a seu trabalho na novela Belíssima, quando o ator encarnou o divertidíssimo mecânico Pascoal e, ao lado de Cláudia Raia, protagonizava as cenas mais divertidas em muito tempo do horário nobre. Ali Reynaldo ganhou o respeito do público e dos especialistas em TV.
Tudo isso foi por água abaixo em seu próximo trabalho. A mesma voz sem vida, a mesma cara de paisagem, a mesma interpretação jocosa, esse foi Dante em Sete Pecados, novela das 7 que não pegou.
O ator depois da novela decidiu se afastar da TV e viajar para os EUA para estudar interpretação e todos nós esperamos que ele, de fato, tenha aprendido a interpretar um pouco melhor, enquanto isso ele fica em 3º lugar da nossa lista.

2º - Luigi Baricelli - 1971



Um ator que não queria ser ator e que mudou o nome por causa de um personagem. Luiz Baricelli é seu nome, e ele queria mesmo estudar processamento de dados, até ser convidado para fazer uma série independente e interpretar um personagem de nome Luigi, e a partir daí não sair mais da carreira e adotar o nome artístico.
Seu primeiro trabalho foi na TV Manchete, na série O Guarani, interpretando Diogo, ali ele já foi um tanto quanto criticado, mas por não prejudicar a trama, acabou mesmo passando batido.
Já na Globo, o ator estreou em novelas vivendo Zelito, em Deus nos Acuda, também papel sem grande repercussão. Depois disso rodou para ganhar experiência fazendo "47.5 uma onda no ar" e também a novelinha teen, Malhação, sempre sendo muito criticado porque suas atuações eram discretas, não prejudicavam, mas também não ajudavam.
Em Laços de Família sua grande chance interpretando Fred e o ator falhou copiosamente. Foi um dos mais criticados ao lado de Gianechini, porque seu personagem era raso e ele não contribuía em nada para o crescimento, ao contrário, as vezes dava a impressão de que fazia aquilo obrigado.
Mas seus dois piores momentos nas novelas ainda estavam por vir. Em 2005 na pele de Raul no mega sucesso Alma Gêmea, o ator foi um dos vilões mais caricatas de todos os tempos, irritando inclusive o público, que normalmente gosta de vilões. Não satisfeito, ele repetiu a dose em 2006 em seu último trabalho de novelas em O Profeto, um vilão caricata e sem o menor senso de realidade não chamou a atenção do telespectador.
Desde então, Luigi se afastou das novelas, fez participações nas séries da Globo, esteve a frente do Caminhão do Faustão, e atualmente trabalha na apresentação do Vídeo Show, aliás, muito melhor apresentador do que ator, diga-se.
Com tantos trabalhos ruins, Luigi Baricelli fica em 2º lugar como um dos piores atores brasileiros de todos os tempos.

1º - Dado Dolabella - 1980



O mais jovem da nossa lista e também certamente o mais fraco. A vantagem de Dado Dolabella para todos os outros seria de que ele ainda tem muito pela frente e pode aprender, mas, em se tratando dele, é improvável que isso ocorra.
Um ator que aparece mais na mídia por conta de seus problemas pessoais, brigas com namoradas, agressão a empregada, show de horrores em programas de TV, não pode nem ser levado a sério, mas ele insiste que é um ator sério e profissional, por isso é julgado como tal.
Adivinhem onde ele estreou? Muito bem, em Malhação, como praticamente todos os atores dessa geração. Em 2001 ele encarnou Robson e despontava como um promissor galã global que poderia ser trabalhado e vir a ser um bom ator, infelizmente não foi o que aconteceu.
Esteve em du Sexo Frágil, interpretando Gerônimo já sendo criticado por não saber dar o tom correto de humor ao personagem e na minissérie A Casa das Sete Mulheres começaram as pesadas críticas ao trabalho do ator. Encarnando Bento Filho, o ator não soube criar o personagem e acabou deixando-o fora dos eixos em comparação com outros, sempre sendo lembrado como o pior do elenco.
Em seguida, Dado fez Senhora do Destino, sucesso de audiência e perseguida pelos especialistas, a novela deu uma grande participação ao ator que não correspondeu, dando a impressão de estar interpretando ele mesmo e não um personagem. Depois disso o ator se perdeu na vida pessoal e passou a ter mais destaque nas páginas policiais do que por suas atuações, ainda assim foi protagonista de Cristal no SBT e, sem a estrutura da Globo, suas limitações ficaram ainda mais claras e ele fez talvez o trabalho mais pífio dos últimos anos para um protagonista.
Atualmente Dado Dolabella está na Rede Record e venceu o Reality Show A Fazenda, trunfo da emissora na tentativa de melhorar sua imagem e torná-lo o novo galã da emissora, mas com sem saber atuar, fica difícil, ne? Com essa história, Dado Dolabella foi eleito pelo blog como o pior ator de todos os tempos.

27 Quebraram tudo:

Anônimo disse...

Vejam o filme "Carmo", pelo qual Márcio Garcia ganhou um dos prêmios mais disputados que um ator pode querer. E deixem de fazer críticas injustas e idiotas.

Jay disse...

Pra mim, o pior é o Francisco Cuoco, disparado... ainda mais considerando os 300 anos de tv, comparado com a maioria desses aí, que são relativamente novos e ainda tem tempo de melhorar... pena que nem entrou na lista =(

rodriguinho a.m disse...

Marcos Palmeira é sim um ótimo ator e independente do papel e do filme, ele desenvolve muito bem o que lhe é passado. sua interpretação em "o homen que desafiou o diabo" é perfeita.Sem dúvidas dado dolabela é o pior ator...mas no geral, essa lista foi bastante injusta.

Gui disse...

Achei interessante a lista. Apesar de não concordar com alguns nomes, o que mais me chamou a atenção foi a falta do eterno "cigano Igor", esse sim, o pior ator que eu vi, numa novela das oito.

Anônimo disse...

Tô sentindo uma pontinha de inveja..parece que selecionaram os mais bonitos. Deixa de ser injusto oww daniel.

Anônimo disse...

Onde vcs tiraram q o dado é o pior ator?? alem dele ser o mais bonitode todos tambem é o melhor de todos,e pra quem nao sabe ele foicampeao de carstas na globo!

Ju! disse...

vc so pôs eles aí pq são mt mais gatos q vc...

Anônimo disse...

É um pior que o outro.
Eta turminha sem talento, ainda bem que Deus lhes deu beleza.

Danilo disse...

Fabio Assunção? Seriously? Ta louco?

Anônimo disse...

Fala serio Fábio Assunção nesta lista vc só pode estar louuuco, isso só demonstra q vc não entende do assunto!!!!!!!!!!! mude de profissão é o melhor q vc pode fazer!!!!!!!!!! kkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

onde esta o cauâ reiomond o nome dele esta fazendo falta nesa lista e ha tambem algumas injustiças Marcos Palmeiras, José Maia, e Fábio assunçao não entrariam em nemhuma lista dos melhores mas daí serem os piores vai um pouco de exageiro por esse motivo e a auxência de cauã reimond faz com que a lista não tenha muita credibilidade

lilizinha disse...

a pior bosta sem comentarios é o reinaldo g.

Cristina disse...

cristina portugal
Nao nao nao a pior bosta é o fabio junior, já o melhor é o Tiago Lacerda. miam miam

marta disse...

o pior é o erik marmota kkkkkkkkkkkkkkkk

Sine disse...

Faltou falar de Bruno Gagliasso, Maitê Proença, gente não sei omo não tem vergonha de ir pra tela da tv, sinceramente.

Inconsciente Coletivo disse...

O Marcos Palmeira é um bom ator... O José Mayer tb. O resto é uma porcaria mesmo. Mas acho que o Marcio Garcia deveria ficar empatado com o Dado em primeiro lugar. Péssimos.

samsung disse...

HAHAHAHAHAHAHAHHAHAH

NADA a ver essa lista usa para os melhores

franciscodoce disse...

Rodriguinho, não assisto televisão há uns bons anos, mas ouvir que Marcos Palmeira teve uma "interpretação perfeita" em O Homem que Desafiou o Diabo me faz pensar se não entrei em algum universo paralelo... Nunca vi nada tão ridículo quanto aquilo em toda a história do cinema, e olha que já vi porcaria...

elvisbertolini disse...

muitos que estão ai eu concordo...mas deixar o francico cuoco de fora é imperdoavel !

leticia100%spfc disse...

karina barum e daniel andrade sao otimosviuuuuuuuuuuuuuuu!!!!!!!!

Thiago disse...

Fábio Assunção?????

FAEL disse...

é verdade Fábio assunção é um côcô de tão ruim;ficou faltando Evandro Mesquita que sempre interpreta ele mesmo,Caua Reymond que até e planta tem mais versatibilidade que ele,O Júlio Rocha também me dá nos nervos de assisti-lo de tão ruim que é...ou seja;a lista é infinita

FAEL disse...

faltou o filho do Fábio Jr,Fiuk:péssimo como cantor e pior ainda como ator,tem tanta gente talentosa precisando de espaço e a globo fica juntando merdinhas como essa.é por isso que ta caindo de qualidade;cada porcaria,e pra mim o fiuk era pra estar liderando essa lista,

doni disse...

A única injustiça, para mim, foi em relação ao ator José Mayer. Quanto ao resto, concordo, são fracos.

doni disse...

A única injustiça, para mim, foi em relação ao ator José Mayer. Quanto ao resto, concordo, são fracos.

may disse...

o doido giane e fábio são um ator engraçadissímos

Lucas da Matta disse...

Se eu fosse enumerar,faria assim:

10)Fábio Assunção;
09)Erik Marmo;
08)Júlio Rocha;
07)Reynaldo Gianecchini;
06)Caio Castro;
05)Rômulo Arantes Netto;
04)Dado Dolabella;
03)Luigi Baricelli;
02)Léo Rosa;
01)Kayky Britto.

Postar um comentário

Twitter Facebook Adicionar aos Favoritos Mais

 
Tecnologia do Blogger | por João Pedro Ferreira